sábado, 31 de outubro de 2009

ATIVIDADE - FICHA INTERPRETATIVA DO FILME NARRADORES DE JAVÉ

ESCOLA MUNICIPAL “VICENTINA ABREU SILVA”

ENSINO FUNDAMENTAL 2º BIMESTRE

Ano/Série:9º           Prof.: Cibele           Valor: 10.0        Data:02/06/2009

Disciplina: Língua Portuguesa -  Ficha Interpretativa do filme Narradores de Javé

Aluno(a):                                            Pontos Obtidos:



“O que é registro, seja em escultura, na arquitetura, ou em escritos... é história. O que não se registra cai no reino das lembranças e vira lenda.”
Madalena Freire (adaptado)

       Vale de Javé, interior da Bahia. A rotina pacata do pequeno vilarejo é abalada por uma notícia que mudaria definitivamente a vida dos moradores: o povoado seria extinto com a implantação de uma barragem. O “progresso” chegaria ao sertão baiano, trazendo consigo as águas, inundando as ruas daquela cidadezinha, destruindo as casas, a igreja - o espaço de toda a gente que lá estava.
A comunidade reuniu-se para tentar salvar Javé do dilúvio que se anunciava. E a única solução seria transformar o vilarejo em patrimônio histórico, de maneira que ele fosse tombado e, assim, não pudesse ser engolido pelas águas do desenvolvimento. Para o povo de Javé, seria uma tarefa difícil, já que eles não conseguiam visualizar nada que fosse realmente importante e digno de ser eternizado. A única riqueza daquele lugar eram os casos tradicionalmente contados sobre o Vale de Javé - segundo o povo de lá, algo de grande valia. Decidiu-se então fazer um “dossiê científico”, um livro que documentasse os grandes e nobres feitos da História do vale. Num espaço habitado por talentosos contadores de história, em sua maioria analfabetos ou semi-analfabetos, quem escreveria tal documento?
O trabalho caberia a Antônio Biá, um malandro de caráter duvidoso, odiado por quase todos devido às traquinagens que já havia cometido. Mas era ele o único de escrita fluente naquelas redondezas. A população de Javé não tinha outra opção, a não ser contar com a letra de Biá. E assim ele ficou encarregado de ouvir morador por morador e registrar a grandiosa história do vilarejo, salvando o povo da inundação e livrando a cidade de ser devorada pelo progresso.


1) Um filme, como qualquer obra de arte, possibilita várias leituras, pois cada espectador tem seu próprio universo de informação e percepção.Como você, em poucas palavras, registraria a história de Javé?

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


2) Obra narrativa de ficção, Narradores de Javé possui uma estrutura em que várias narrativas se encaixam umas dentro das outras, abrem espaço umas para as outras. Trata-se de um filme que retrata uma realidade atual brasileira. O Governo Federal, por meio do Ministério de Minas e Energia, em parceria com grandes empresas, tem amparado projetos de produção de energia hidrelétrica, através da construção de barragens fornecedoras. Vários projetos para a criação de usinas têm tornado necessária a destruição de povoados e municípios ribeirinhos.
Escreva um parágrafo envolvendo a construção de barragens e a conseqüente desconstrução de memórias de um povo.Não se esqueça de relacionar seu texto ao filme visto.

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


3) O filme narrativo de ficção também tem o objetivo de contar uma história.Narrar está relacionado à procura de respostas para as questões fundamentais do homem. Contando os casos que conhecem sobre os fundadores e o passado da cidadezinha, os narradores perseguem a própria origem. Qual a finalidade de buscar o passado de Javé?

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4) Ainda no começo do filme, quando surge o primeiro flashback, vê-se a imagem de um sino tocando, e, logo depois de pessoas correndo em direção à igreja. O que essas imagens querem nos revelar?

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


5) A imagem abaixo nos mostra um lápis cujo riscar acompanha a trajetória de uma formiga sobre o papel. O próximo plano mostra que Biá é quem segura esse lápis, e que a página rabiscada faz parte do caderno onde ele deveria estar escrevendo a “grande história de Javé”. Como você interpreta essa cena? Elabore um breve comentário.



______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
6) O filme é uma homenagem aos contadores de histórias, aos contadores de causos. Se ocorridos ou inventados não importa, e sim a sedução que exercem. O passageiro que perde o horário da embarcação ganha o abrigo (o quartinho dos fundos), mas, principalmente, ganha o entretenimento, a história do Vale de Javé narrada como se acontecida. Se Homero é evocado no filme para comparação com Antônio Biá é porque, com igual importância, podemos evocar os contadores dos contos de uma tradição brasileira, ameríndia e afro-descendente.

Assinale com X a alternativa de um aspecto forte que o filme suscita e que remete à história do Brasil:

a) (   ) O acesso à terra, o direito ancestral dos povos americanos, direito que é continuamente usurpado por outra forma de relação com a terra introduzida nesse continente pelos europeus desde os primórdios da colonização.

b) (   ) A exploração da terra pelos índios americanos e bolivianos descaracterizam as plantações e criações de gado.

c) (   ) Antônio Biá, um malandro de caráter duvidoso, odiado por quase todos devido às traquinagens que já havia cometido. Mas era ele o único agricultor influente naquelas redondezas.

d) (   ) Nenhuma das alternativas anteriores.

7) Numere os acontecimentos abaixo de 1 a 6 na seqüência em que eles aparecem no filme:


(   ) Passam então a realizar um trabalho de memória, evocando lembranças, imaginando um passado épico, uma “história grande” do Vale de Javé, com heróis forjados e requisitados pelos homens – Indalécio – e pelas mulheres mais ousadas - a Maria Dina.

(   ) E, nessa trama que visa buscar as origens de Javé, aparecem múltiplos elementos da memória individual e coletiva, como por exemplo, a história dos gêmeos, presente nos mitos de origem dos povos indígenas brasileiros.
(   ) Ao entrevistar vários dos moradores mais antigos, Antônio Biá percebeu que todos contavam a história "puxando a sardinha" para as suas respectivas famílias. E a graça reside no fato da memória oral privilegiar alguns detalhes que favorecem uns em detrimento de outros. Como diz o nosso Biá: "uma coisa é o fato acontecido, outra é o fato escrito".

(   ) Biá, revela aos moradores o que pensa: para ele, o livro não salvará o povoado da inundação. Biá diz:
O que nós somos é um povinho desmilingüido que quase não escreve o próprio nome,
mas inventa histórias de grandeza pra esquecer a vidinha rala, sem futuro nenhum! E
ocês crê mesmo que os homens vão parar a represa e o progresso por um bando de
analfabeto? Não vão, não. Isso é fato. É científico!.

(   ) Diante da ameaça concreta de inundação de suas terras e sem nenhuma documentação formal que comprove que elas lhes pertencem, surge a necessidade de usar a escrita

(   ) Zaqueu, interpretada por Nelson Xavier, sugere a seus conterrâneos que eles devem transformar Javé em patrimônio tombado, e esclarece:
Porque se Javé tem algo de bom são as histórias de origem, dos guerreiros lá do começo, dos casos que "ocês" vivem contando e recontando. E isso, gente, é história de patrimônio, história grande, acontecimento de fazer arregalar os olhos de morador de muita cidade e capital!


8) Completar as frases relacionadas ao filme, de acordo com as palavras abaixo:

Bravura - origem heróica – documentos – época - sujeitos

final - “engolida pelas águas” – agente - cotidiana

heróis – ouro - aceitaram – Indalécio- diferente - Maria Dina


a) Para salvar o povoado de Javé, os moradores só visualizam uma alternativa: forjar uma história de_____________.

b)Os primeiros moradores habitavam uma região onde havia sido localizado ____________. Mediante esse fato, a Coroa Portuguesa resolveu expulsa-los para melhor explorar o rico minério.

c) Os moradores não ____________ sair de suas terras pacificamente e entraram em guerra contra a Coroa.No entanto, não conseguindo vencer os soldados do rei português, saíram em “retirada”.

d) Depois de muito caminharem o forte, corajoso e destemido líder, ____________, encontra as terras férteis batizadas de Javé, onde passam a habitar.

e) Outra moradora fornece uma versão ____________para o mesmo fato. Não foi o forte Indalécio quem encontrou as terras, mas a corajosa_______________.

f) Indalécio ou Maria Dina pouco importa, o que interessa é que os moradores de Javé eram descendentes de um grupo de guerreiros e destemidos, trazendo a___________ no sangue.

g) A história da ________________________do povoado é repetida por outros moradores e parece que somente essa tem importância.

h) Quando dois irmãos, o Gêmeo e o Outro, contam a história do casamento dos pais e dos problemas de filiação de um deles, a pergunta é uníssona: mas isso é história pra por no livro? A partir das lembranças e dos ___________________(fotos e registros) dos irmãos poderia ser constituída uma história dos hábitos e costumes matrimoniais: ritual, vestimenta, meses mais comuns de casamento, além de recuperar valores e a mentalidade de uma ________________.

i) Nesse momento, os moradores reconhecem como __________ da história de Javé apenas o líder corajoso e destemido, seja Indalécio ou Maria Dina.

j) Em Narradores de Javé, os habitantes só se reconhecem como sujeitos da
história no ______________ do filme, quando a comunidade já foi________________: “eu estava lá quando as águas chegaram”, ou ainda, “fui eu que salvei o sino”.

K) Naquele momento não era importante a história heróica dos fundadores de Javé, mas como cada um se viu como _____________ do processo histórico, nele interferindo e com ele dialogando.

l) Descobriram, afinal, que a história de Javé era a história de cada um, a história de anônimos e ___________________cotidiana.


9)Assinale com X a alternativa correta:

Numa das cenas finais do filme, Antônio Biá (José Dumont), revela aos moradores o que pensa: para ele, o livro não salvará o povoado da inundação. Biá diz:
O que nós somos é um povinho desmilingüido que quase não escreve o próprio nome, mas inventa histórias de grandeza pra esquecer a vidinha rala, sem futuro nenhum! E "ocês crê" mesmo que os homens vão parar a represa e o progresso por um bando de "analfabeto"? Não vão, não. Isso é fato. É científico!...

O desabafo de Biá pode dar margem a várias interpretações, exceto:

a) (   ) ele próprio duvida das histórias que ouviu para registrar no livro e, como não há prova cabal do que foi dito, põe em xeque a credibilidade dos casos passados de geração em geração;

b) (   ) ao fazer isso, Biá acredita que todo o esforço de registro será em vão, pois os "castelos de areia" construídos pelos narradores de Javé se desmancharão rapidamente nas águas da hidrelétrica;

c) (   ) ao crer que o povo da cidadezinha não terá voz diante dos “homens” que vão construir a represa, ele revela como gente humilde e casos contados oralmente podem ser desvalorizados pela História, pela ciência e pelo desenvolvimento e podem até deixar de existir socialmente;

d) (   ) dessa maneira, a personagem não coloca em questão a situação de abandono e crédito em relação à identidade de povos inseridos em culturas marcadamente escritas.

10) Assinale com X a alternativa correta:

A cena em que Antônio Biá, imerso até os quadris nas águas da represa que já cobre quase toda a cidade, chora assistindo à chegada das águas e abraçando o caderno em que não registrou a história do Vale de Javé. É possível inferir que tal cena toma, simbolicamente, a dimensão:

a) (   ) da frustração e da tristeza de Biá e dos outros moradores do povoado;
b) (   ) das versões dos narradores, repetem-se os mitos do povo guerreiro, do herói, da terra predestinada e do profeta;
c) (   ) sobrenatural ao momento do encontro entre o povo e as terras de Javé, indicadas misticamente por aves noturnas;
d) (   ) nenhuma das alternativas anteriores.

 Divirta-se com algumas expressões típicas do vocabulário de Antonio Biá:

bovil=canil de boi
nome sobrenome e pronome
não confunda habeas corpus com corpus christ
seu tamburete de forró...piaba de silicone
seu exu de galinheiro... tu é o cao chupando manga e fala que nem os 600 cão
aqui ta um reveillon de muriçoca... eu sou pokemon de Jesus??!!
me da aquela cachacinha diet...seu omelete de cupim...sua manicure de lacraia
Agora vc pode namorar ate serrote...vc ta um pao..so nao sei de qtos dias...
ô saudade louca..a minha muita a sua pouca...eu sou todo errado...entro sem pedir licença e so saio se for mandado...nao gosto de caneta...tu escreve e se erra...nao pode corrigir...fica assim..aquela desinteria de tinta...
O senhor nao sabe o que é caatinga de cheiro...ele contou recontou e descontou...respire,transpire e fale...vc vai estrear o capitulo...o dna da jararaca..
"nome, sobrenome e pronome...";
"Caim e Abel. Sem o Abel!";
"Mocó de microondas"...

Uma coisa é o fato acontecido, outra coisa é o fato escrito. O fato acontecido tem de ser melhorado no escrito de forma melhor para que o povo crêia no acontecido..!

2 comentários: